Mesmo em um ano como 2020, em que o mercado sofreu tantas mudanças em consequência da crise de coronavírus, um ano de brusca queda no PIB total do país, queda no poder de consumo da população, aumento da dívida pública, alto desemprego, mesmo em um ano marcado por essas e outras tantas dificuldades enfrentadas pelos brasileiros, o mercado de consórcios cresceu muito. São números recordes no setor até o mês de dezembro, ainda que em meio a tantas mudanças no cenário econômico mundial. Mas o que esperar do mercado de consórcios em 2021?

Apesar da pandemia, a rápida reação das administradoras e consultoras de consórcios com ações tecnológicas e digitais foram bem sucedidas, e a assimilação das mudanças pelo consumidor diante desta nova realidade propiciou a forte retomada do crescimento que o setor vem tendo. Segundo a Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), ocorreu um crescimento considerável nos acumulados das contemplações no Sistema de Consórcios durante os dez meses do ano. Na década, o ano de 2020 para os consorciados fica atrás apenas do histórico ano de 2019 no que se refere a resultados.

Em outubro, logo após alcançar os mais diversos recordes nos resultados dos meses antecedentes, a modalidade de consórcios atingiu 2,48 milhões de novas adesões, acumuladas de janeiro a outubro, esse número é 2,38 milhões a mais do o mesmo período no ano anterior. Segundo a ABAC, o maior volume dos últimos dez anos.

Aqui nesse texto, baseado nos resultados de 2020, traremos todas as expectativas que o mercado nos promete para 2021, e, além disso, a opinião de alguns profissionais que atuam no mercado de consórcios já a muitos anos, para trazer o posicionamento e expectativas de quem vê o mercado de consórcios como mais uma grande oportunidade de negócios, principalmente neste ano de 2021.

Mercado de consórcios em 2021

Quais as principais mudanças que o setor vai enfrentar neste novo ano?

Até o dia 31 de dezembro de 2020, estava em vigor a circular nº 4.009/20 do Banco Central do Brasil pleiteada pela ABAC, onde o mecanismo temporariamente disponibilizava aos consorciados, contemplados e quitados junto às administradoras, o recebimento do crédito em espécie, benefício destinado exclusivamente àqueles que ainda não o tenham utilizado. Agora com o fim da resolução proposta na BACEN, a tendencia é que o mercado acabe desacelerando devido ao prazo para ter o dinheiro de volta de pelo menos 180 dias.

O ano de 2020 foi marcado também por uma das menores taxas de juros que podemos nos lembrar, e, segundo economistas, esse ano tem uma grande chance de vermos uma alta significativa nas taxas de juros, tornando o produto financiamento ainda menos atrativo para quem precisa de crédito, dando mais qualidade e visibilidade ao mercado de consórcios.

Somado a isso, temos toda a parte das mudanças na logística das negociações que foram e estão sendo impulsionadas por um mercado que caminha paralelo ao das administradoras: O mercado dos consultores de crédito.  Nele, são negociadas cotas dos mais diversos tipos (ativas, canceladas, atrasadas…).

Este setor foi responsável, por meio de empresas como a ConsorcioCred, por exemplo, por expandir o mercado em 2020 através de um melhor atendimento pautado por valores centrais, como segurança, rapidez e honestidade. A tendencia é que em 2021 esses valores sejam ainda mais fortificados no mercado. Com investimento forte nas plataformas digitais, a Consorciocred permitiu a adesão de milhares de novos clientes no setor, mesmo no cenário desfavorável que já foi descrito.

Em 2021 esperasse que os processos se tornem cada vez mais seguros, rápidos e agilizados, buscando cada vez uma maior acessibilidade com o objetivo final de expandir o setor a um horizonte jamais antes imaginado.

Previsões de especialista para o Mercado de consórcios em 2021

Quando se trata de consórcios, pouca gente entende mais do que o especialista Fabrício Lomonaco, CEO da ConsorcioCred e atuante no mercado de consórcios a mais de 15 anos. No que se refere ao fim da resolução 4009/20, ele é extremamente honesto e sensato em sua análise: “o cenário, para o cliente, vai piorar, uma vez que  aquele cliente no qual ele mesmo considerava fazer a contemplação da cota e resgatar de imediato seu crédito, não o poderá fazer. Com esse prazo estendido a pelo menos 180 dias, vai ficar mais difícil para os clientes que tenham a intenção de  ter o dinheiro de volta, conseguirem resgata-lo. Com isso, alternativas como a Consorciocred, que pagam o cliente de imediato, acabam se tornando uma escolha viável e segura para quem precisa vender sua cota em 2021.”

No que se refere a taxa de juros, Fabricio acredita que mesmo sob uma expectativa de avanço na Selic para esse ano, essa alta não deve ser significativa a ponto de alterar a situação do mercado de consórcios. “Eu acho que mesmo sob a previsão de uma Selic aumentada a 2,5% ou 3%, isso não vai influenciar tanto no mercado de consórcios, uma vez que ainda assim a Selic vai continuar baixa. Mesmo assim, o consórcio para aquisição de um produto imobiliário, ou até móvel, continua muito atrativo, tanto quanto antes, porque o valor pago no final da operação de crédito seguirá extremamente mais baixo que através do financiamento.

Quanto as suas expectativas gerais para o setor nesse ano de 2021, Fabricio não esconde sua positividade no que se refere ao crescimento do mercado. “Eu acho que é um mercado que continua crescendo para 2021 em um cenário extremamente interessante e promissor, principalmente para aquele cliente que quer assumir um compromisso financeiro e ir pagando/quitando esse compromisso com uma taxa reduzida, a um custo final reduzido”.

Ao ser questionado sobre a influência da digitalização do processo para o cliente, ele foi duro com as administradoras. “Com relação a tecnologia , ela faz parte ainda de um seleto grupo das administradoras que a utilizam para gestão do consórcio, como eh o caso da Porto…” – ressaltou Fabrício –  “…vejo a maior parte das administradoras ainda muito atrasadas no que diz respeito a adoção da tecnologia nos processos de transferência de cota, de faturamento do bem, dentre outros. Foi possível perceber um avanço discreto, por exemplo, gostaria de pontuar que o Bradesco teve uma melhora no sistema, Embracon tem melhorado o site, a Porto tem atualizado toda sua plataforma de uma maneira geral, mas acho que é um setor ainda muito carente de tecnologia, e a inserção dela pode alavancar o mercado em 2021 a parâmetros jamais vistos por nos que trabalhamos e vivemos diariamente com consórcios”.

Cenário Promissor em 2021!

Acredita-se com veemência que parte das mudanças na logística das negociações em 2021 serão dadas pela inserção da tecnologia no processo das administradoras e pela recuperação da economia.

Com um investimento forte nas plataformas digitais, a Consorciocred permitiu a adesão de milhares de novos clientes no setor, proporcionando uma vantagem inestimável para quem quer vender sua cota: o pagamento a vista para aqueles que querem vender sua carta. E todo esse processo 100% online. Acreditamos que se todos seguirem nosso exemplo, cada um dos consorciados saíra ganhando.

Através da ConsorcioCred é possível você comprar novas cotas que se adequem exatamente a necessidade que você procura de forma fácil e rápida, basta clicar no link que condiz com a sua necessidade.

O processo 100% digital e humanizado da ConsorcioCred teve o efeito de aproximar os consorciados nesses tempos de pandemia, contribuindo de forma inestimável para esse mercado em ascensão.

Caso seu desejo seja vender sua cota, nós pagamos o melhor preço por ela.

https://wp.consorciocred.com/vender-consorcio/

As análises são feitas por profissionais de mais de 15 anos de experiência no mercado, assegurando assim a melhor oportunidade para o cliente sempre.

Conheça os depoimentos verídicos de clientes e parceiros que fizeram negócio com a ConsorcioCred.

Para mais informações e dúvidas, entre em contato conosco e fale com um de nossos especialistas em consórcio.

Ligue agora: (11) 3105-3500 ou entre em contato pelo Whatsapp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *